Divulgação
Divulgação

Delegação japonesa fará adaptação no Ceará antes do Rio-2016

Governador Camilo Santana faz anúncio ao lado de Nuzman

CARMEN POMPEU, Estadão Conteúdo

11 de setembro de 2015 | 15h21

A delegação japonesa, que participará da Olimpíada de 2016 no Rio, sinalizou que fará período de adaptação em Fortaleza. O anuncio foi feito pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), nesta sexta-feira, quando visitava ao lado do presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Arthur Nuzman, as obras finais do Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFONE), em Fortaleza. "Outras delegações têm interesse de fazer seus períodos de adaptação para os Jogos Olímpicos em Fortaleza", informou Camilo.

O governador cearense disse que esteve fora do Brasil nesta semana e negociou a estadia de delegações asiáticas em Fortaleza. "Estive fora do País, entre outros motivos, divulgando o CFONE para diversos países. Inclusive, já há o interesse das delegações em se instalar para adaptação dos Jogos Olímpicos de 2016. A delegação japonesa é uma das que já sinalizaram que irão se preparar na capital cearense", afirmou Camilo.

O CFONE está com 95% de instalações concluídas. Até este sábado está sendo testado com a realização dos Jogos Escolares da Juventude, movimentando quatro mil estudantes de 12 a 14 anos em 13 modalidades olímpicas.

Na visita, os técnicos do COB avaliaram os alojamentos, ginásio de treinamento e de competições, campos com instalações, piscina olímpica, quadras e pista de BMX.

"Este é um centro espetacular e dos maiores que temos na América Latina. Deixo de público os meus parabéns ao Governo do Estado por essa obra extraordinária, pois certamente servirá para a preparação de veteranos e novos atletas internacionais e, principalmente, brasileiros. Com ele, damos uma maturidade ao Brasil e uma demonstração do Estado do Ceará à importância que é dada ao esporte", disse Carlos Arthur Nuzman.

Camilo Santana citou a importância de utilizar os Jogos Escolares como evento-teste para a inauguração do Centro de Formação Olímpica. "Estamos fazendo todos os testes iniciais de estrutura e funcionamento com a realização desses jogos. A previsão é de inaugurarmos o Centro completo em novembro. Já solicitei o apoio do presidente do COB, inclusive, do ponto de vista técnico, para que ele possa nos ajudar e colaborar neste desenho do funcionamento do equipamento", reforçou o governador cearense.

O CFONE tem investimento de R$ 250,4 milhões. Somado ao Castelão, que fica ao lado, o CFONE formará um dos maiores complexos esportivo da América do Sul, abrigando 26 modalidades olímpicas e paralímpicas: atletismo, natação, badminton, nado sincronizado, basquete, pentatlo moderno, boxe, rúgbi, ciclismo, tênis, handebol, tae kwon do, esgrima, tênis de mesa, futebol, tiro com arco, ginástica, triatlo, levantamento de peso, voleibol, hóquei sobre grama, vôlei de praia, judô, polo aquático, lutas e saltos.

Após a visita ao CFONE, Camilo Santana levou Carlos Arthur Nuzman para o Castelão, que deve receber treinamentos da seleção de futebol feminino do Japão para os Jogos Olímpicos de 2016. Também será no Castelão, em 13 de outubro próximo, acontece a largada do Brasil nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, contra a Venezuela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.