Delegado e Nuzman discutem caso Rebeca Gusmão

Presidente do COB e do Co-Rio promete colaborar na investigação sobre adulteração de amostras de urina

14 de novembro de 2007 | 21h47

O delegado Marcos Cipriano, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Saúde Pública (DRCCSP), reuniu-se na manhã desta quarta-feira com o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Organizador dos Jogos Pan-Americanos Rio 2007 (CO-Rio), Carlos Arthur Nuzman, para tratar de assuntos referentes ao inquérito criminal que deverá ser aberto para investigar a adulteração de amostras de urina da nadadora Rebeca Gusmão, recolhidas durante o Pan. O próprio Nuzman havia entregado documentos ao Secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, pedindo a abertura do inquérito. Carlos Arthur Nuzman se comprometeu em colaborar integralmente e a pagar as passagens aéreas e a estadia das pessoas que serão intimadas para depor, para acelerar o processo. Eis trecho do comunicado enviado pelo CO-Rio: "(...) O Presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Organizador dos Jogos Pan-americanos Rio 2007 (CO-RIO), Carlos Arthur Nuzman, afirmou que o COB estará à disposição desta Delegacia e colaborará no que for solicitado por seu Delegado Titular, Marcos Cipriano. Isto inclui o pagamento das passagens aéreas e, se necessário for, das hospedagens para todas as pessoas que necessitarem e forem chamadas para depor pela DRCCSP".  A reportagem questionou também se os órgãos iriam tomar alguma atitude - como suspensão ou afastamento de dirigentes - em relação à Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), se for comprovada a participação de funcionários ou pessoas ligadas à entidade na adulteração das amostras. O COB informou que aguardará a resolução do caso, para estudar as providências a serem tomadas, e então se pronunciar. Foram feitas também diversas tentativas de contatar Marcos Cipriano, mas ele não foi encontrado nem retornou os recados deixados em seu celular.

Tudo o que sabemos sobre:
Rebeca Gusmãodoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.