AP Photo/David Zalubowski
AP Photo/David Zalubowski

Demaryius Thomas, astro da NFL e campeão do Super Bowl, é encontrado morto nos EUA

Informações preliminares sugerem que o óbito do atleta de 33 anos pode estar relacionado com problemas médicos

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2021 | 11h53

Demaryius Thomas, ex-wide receiver da NFL (liga de futebol americano dos Estados Unidos), foi encontrado morto pela polícia em sua casa na cidade de Roswell, no estado da Geórgia, na noite de quinta-feira. A causa de sua morte, aos 33 anos, ainda é desconhecida.

Segundo o Departamento de Polícia de Roswell, Thomas foi encontrado morto em sua residência e as informações preliminares sugerem  que a causa do óbito esteja relacionada a problemas médicos. Os investigadores não acreditam em outra hipótese até o momento, uma vez que à primeira vista, não tinha nenhuma substância medicamentosa ao redor, tampouco sinais de violência.

Cinco vezes convocado para o Pro Bowl — Jogo das Estrelas da NFL —, Thomas jogou por New York Jets e Houston Texans, mas fez história no Denver Broncos, onde atuou por nove temporadas e foi campeão do Super Bowl 50, na temporada 2015. O recebedor também chegou a passar pelo New England Patriots, mas deixou a equipe antes de estrear oficialmente.

Ele atuou na NFL pela última vez em 2019, pelos Jets, mas só anunciou a sua aposentadoria oficial recentemente, em junho deste ano.

Demaryius Thomas foi escolha dos Broncos na primeira rodada do Draft de 2010, vindo da Georgia Tech. O jogador registrou 724 recepções, 9.763 jardas e 63 touchdowns nos 10 anos de carreira na NFL. O ponto alto de sua trajetória na liga profissional foi na temporada de 2014, quando construiu uma relação altamente produtiva com o quarterback Peyton Manning ao estabelecer o recorde da franquia com 1.619 jardas recebidas em um campeonato.

A confirmação de sua morte trouxe muita tristeza para os torcedores, atletas e ex-atletas e a comunidade da NFL como um todo. O Denver Broncos emitiu um comunicado em suas páginas oficiais o qual lamentou a morte repentina, destacou o carinho e o profissionalismo, além de ser uma pessoa querida por todos.

"Estamos arrasados e com o coração completamente partido pela morte súbita e trágica de Demaryius Thomas. D. T. era querido por toda a nossa organização, seus companheiros de equipe, seus treinadores e nossos fãs. Recentemente aposentado como um Bronco, estávamos ansiosos para celebrar Demaryius nos próximos anos como um dos maiores jogadores da história da franquia. Humildade, ternura, bondade e o sorriso contagiante será sempre lembrado por aqueles que o conheceram e o amaram. Em Demaryius Thomas, perdemos um jogador incrível e uma pessoa especial. Nossos corações e profundas condolências vão à família Thomas e a todos os que estão sofrendo esta perda inimaginável", publicou a franquia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.