Derrota deixa o técnico Ney Franco pressionado

A derrota colocou mais pressão em cima do técnico Ney Franco. O diretor de futebol Adalberto Batista disse que o comandante continua com prestígio com a cúpula tricolor, mas já há quem peça a contratação de Paulo Autuori. Para o meia Ganso, o treinador tem respaldo. "A gente está apoiando bastante o Ney. Dependemos apenas de nossas forças para garantir a classificação", afirmou o meia.

O Estado de S.Paulo

15 de março de 2013 | 02h02

Já o atacante Aloísio, que marcou o gol do São Paulo mas desperdiçou a chance de fazer o segundo pouco antes do gol da vitória do Arsenal, lamentou a situação e assumiu o erro. "Eu não podia ter perdido aquele gol. Errei, mas isso faz parte do futebol. Agora temos de levantar a cabeça mais uma vez", disse o substituto de Luis Fabiano. Ele sabe que a situação no Grupo 3 ficou um pouco mais complicada. "Agora ficou difícil, porque tínhamos de ganhar esse jogo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.