Arte/Estadão
Arte/Estadão

Desafio dos paulistas na superquarta

Palmeiras, Santos, São Paulo, Portuguesa e Ponte Preta jogam pressionados a subir na tabela; apenas o Corinthians vive uma situação confortável

GLAUCO DE PIERRI, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2012 | 03h07

A tabela do Campeonato Brasileiro reserva para a rodada de hoje, a 24.ª, uma noite de luxo aos times paulistas - será a primeira quarta-feira em que Palmeiras, Santos, São Paulo e Corinthians entram em campo em clima de decisão. Os quatro têm desafios distintos, mas fundamentais para o futuro de cada um na competição.

O caso mais dramático é o do Palmeiras. Mal das pernas na tabela, o campeão da Copa do Brasil precisa de uma vitória contra o Vasco, às 22h, em São Januário, para começar uma escalada que o tire da zona do rebaixamento - hoje, o time é o 18.º com 20 pontos, 5 a menos que o Coritiba, primeira equipe fora da degola.

A missão dos comandados de Felipão não será nada fácil - o time carioca sofreu uma goleada em casa na última rodada, viu o técnico Cristóvão Borges pedir demissão e está pressionado pela torcida. Hoje, o Vasco será comandado pelo interino Gaúcho (leia mais na pág. 3).

Enquanto o Palmeiras luta para sair das últimas posições, o Santos, que tem 27 pontos, joga para se afastar da zona do perigo. Para vencer o combalido Flamengo, às 22h, na Vila Belmiro, Muricy Ramalho terá a volta de Neymar e Arouca, que estavam na seleção brasileira - o bom aproveitamento do time com o atacante em ação demonstra a falta que ele faz (leia mais pág. 2).

Em sexto lugar - melhor clube paulista na classificação -, o São Paulo terá uma parada dura. Também às 22h, vai a Belo Horizonte para enfrentar o vice-líder Atlético-MG. Com 36 pontos, o time de Lucas poderá até entrar no G-4, dependendo dos resultados da rodada.

Entre os rivais, o mais tranquilo é o Corinthians, que vai bem no Brasileirão e está focado no Mundial de Clubes. O time enfrenta a Ponte Preta, às 19h30 no Pacaembu, com o retorno do goleiro Cássio (estava na seleção) e do atacante Emerson Sheik. Uma derrota do Corinthians ajudaria a Ponte e atrapalha o Palmeiras (leia mais pág. 3).

Para completar a rodada dos paulistas, a Portuguesa, dona de boa campanha no returno, tem pela frente o líder Fluminense, às 19h30 no Canindé. Se vencer, a Lusa se afasta da zona de perigo e entra na briga por vaga na Sul-Americana e, de quebra, embola a ponta do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.