CBRu
CBRu

Desafio Internacional de Beach Rugby reúne torneios masculino e feminino no Rio de Janeiro

'Nossa intenção é propagar o rugby para as novas gerações de meninos e meninas que nunca tiveram contato com a bola oval', disse a CEO da CBRu, Mariana Miné

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2022 | 08h00

A praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, vai sediar o Desafio Internacional de Beach Rugby entre os postos 2 e 3 entre 13h30 e 16h30. Organizada pela Confederação Brasileira de Rugby, a sétima edição terá um torneio feminino entre Brasil, Argentina, Uruguai e Rio de Janeiro, além de um masculino com brasileiros, argentinos e o Rio de Janeiro.

A CEO da CBRu, Mariana Miné, explicou a importância da realização do torneio para divulgação do esporte. “Após um longo período de restrições por causa da pandemia, a CBRu tem a satisfação de retomar esse belo projeto que é o beach rugby. Nossa intenção é mostrar que nosso esporte se adapta perfeitamente a grandes eventos de entretenimento e, ao mesmo tempo, propagar o rugby para as novas gerações de meninos e meninas que nunca tiveram contato com a bola oval”, disse.

Pela primeira vez desde 2014, as equipes da Federação Fluminense de Rugby retornam ao torneio para promover o esporte. A rivalidade entre os sul-americanos também estará presente. O Brasil venceu quatro vezes o torneio feminino. Os jogos do Desafio Internacional vão ser exibidos ao vivo pelo Globoplay e ge.

As regras do beach rugby são diferentes e até mais fáceis das modalidades de XV e sevens. A partida é disputada em dois tempos de cinco minutos com um intervalo de dois minutos. Já o campo tem dimensões menores que o tradicional e não dispõe dos postes em formato de H. Cada equipe começa o jogo com cinco jogadores e a única forma de pontuação é através do try, que vale um ponto.

O try ocorre quando o atleta coloca a bola na área de in-goal do time adversário. Não há pontuação por chutes, nem formações fixas como scrum e o alinhamento lateral. Penais e laterais são cobrados com “free kicks” em que o jogador realiza um chute curto para si próprio e retoma o avanço e a troca de passes.

Convocação do Brasil:

Feminino

1 - Dayana Oliveira (c)

2 - Larissa Alves

3 - Camilla Carvalho

4 - Maysa Fernandes

5 - Júlia Leni

6 - Beatriz Pagan

7 - Silvana Oliveira

8 - Gisele Gomes

Masculino

1 - Alexandre Victor Figueiredo Alves

2 - David Müller Dogivá de Páscoa

3 - Gabriel Zurka Almeida Delgado Quirino

4 - Joel Freire dos Santos Junior

5 - Joel Victor Araújo dos Santos

6 - Robson Alves de Morais

7 - Sergio Manoel Silveira de Luna

8 - Victor Guilherme Souza Silva

Tabela dos jogos – Sábado – 18 de junho

13h30 – Masculino – Brasil x Rio

13h45 – Feminino – Argentina x Uruguai

14h00 – Feminino – Brasil x Rio

14h30 – Masculino – Brasil x Argentina

14h45 – Feminino – Argentina x Rio

15h00 – Feminino – Brasil x Uruguai

15h30 – Masculino – Argentina x Rio

15h45 – Feminino – Uruguai x Rio

16h00 – Feminino – Brasil x Argentina

16h15 – Masculino – Final (1º x 2º)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.