Desgaste de Neymar preocupa o Santos

Neymar está mais cansado do que no mesmo período em 2011, com três quilos abaixo do peso normal (68 quilos), reflexo da maratona de jogos e de viagens, não mantém a regularidade de produção durante os 90 minutos, mas não requer cuidados especiais. Essa é avaliação do responsável pela preparação física do Santos, Ricardo Rosa.

SANCHES FILHO / SANTOS , ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2012 | 10h12

"O desgaste de Neymar é constante e não de agora. É cumulativa porque ele não para desde o ano passado e praticamente não teve férias, em razão de ter emendado o Brasileiro com a seleção. Mas, Neymar é tão fenomenal que mesmo cansado consegue se superar e resolver os jogos", disse Rosa, ontem à tarde.

Os exames de Neymar, realizados após os jogos, sempre mostram elevado nível de desgaste, mas não assustam a comissão técnica santista. "Com o intervalo entre um jogo e outro, trabalho regenerativo, recuperação e treinos de manutenção, ele volta ao seu normal", destaca Rosa.

Se o Santos conseguiu interromper a sequência de quatro jogos sem vencer, ao bater o Flamengo por 2 a 0, deve muito a Neymar. O jogo da quarta-feira foi o seu terceiro em cinco dias, com a agravante de que um deles foi realizado no Recife.

"Neymar já aprendeu a dosar as energias, poupando-se em alguns momentos para, logo em seguida, voltar ao seu normal. Isso faz parte do seu amadurecimento", explicou Rosa.

Pelos levantamentos do Santos, Neymar atua melhor e faz mais gols no segundo tempo. A queda na sua produção na etapa final diante do Flamengo é outra prova de que começa a dar sinais de esgotamento.

SANTOS. LEIA MAIS

NOTÍCIAS DO CLUBE NO

estadao.com.br/e/santosfc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.