Dez detidos no Chipre

O futebol do Chipre é dos mais inexpressivos da Europa. Mas o destempero de torcedores não perde, em intensidade, para nenhum centro badalado. Na noite de domingo, após o clássico local Apoel Nicosia x AEL Limassol, torcedores brigaram e atacaram carros de polícia com coquetéis molotov. As autoridades informaram que dois agentes ficaram feridos e dez jovens, com idades entre 16 e 24 anos, foram detidos. O Ministério do Interior sugere que, em jogos de risco, apenas a torcida local compareça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.