Dia de apreciar Phelps em sua especialidade

Norte-americano é favorito absoluto na luta pelo ouro. Prova terá a presença de dois brasileiros

VALÉRIA ZUKERAN, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2012 | 03h07

SÃO PAULO - A madrugada desta segunda-feira, às 6h25 de Brasília é um dia no qual vale a pena o apaixonado por natação acordar mais cedo. A atração principal é para acompanhar as eliminatórias dos 200 metros borboleta na Aquactic Centre. Será uma das últimas oportunidades de ver Michael Phelps - recordista mundial (1min51s51) e dono do melhor tempo do ano (1min53s65) - em ação em uma de suas especialidades. Se a disputa e os tempos não interessarem, a beleza das apresentações do multi-medalhista norte-americano é espetáculo digno de ser apreciado.

Para se ter uma ideia da hegemonia de Phelps nos 200 m borboleta, basta dizer que o norte-americano já declarou que sua meta é jamais perder esta prova até o encerramento da carreira. Pior para seus principais adversários, o japonês Takeshi Matsuda e o garoto problema australiano Nick D'Arcy (ele voltará para seu país tão logo encerre sua participação - uma punição por posar armado para fotos em sua página na rede social).

Dois brasileiros também estarão presentes na disputa. Kaio Márcio e Leo de Deus entram na piscina como azarões. Kaio possui o nono tempo de 2012 (1min55s59) seguido de Leo de Deus (1min55s70). Em condições normais, o máximo que os dois brasileiros podem aspirar é chegar à final.

Leo, que no Pan de Guadalajara protagonizou um drama ao quase ser desclassificado e perder a medalha de ouro nos mesmos 200 m borboleta por causa de uma propaganda na touca, já prometeu deixar o adereço bem guardado. Ele sonha inspirado nos recentes feitos do velocista jamaicano Yohan Blake, que derrotou Usain Bolt na última seletiva da Jamaica nos 200 rasos, e na tenista alemã Sabine Lisiki, que derrotou a russa Maria Sharapova nas oitavas de final do torneio de Wimbledon. "Ou seja pessoal é possível, basta treinar se dedicar e acreditar, pois agora a cabeça é tudo", garante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.