Dia de festa, mas também de mostrar trabalho

A maior parte da programação das cidades para marcar os mil dias para a Copa no Brasil vai servir para prestação de contas das obras. Todas têm problemas sérios para resolver - e é preciso rapidez

Almir Leite, O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2011 | 00h00

Nos palanques, estádios, praças, palácios hoje vai ser dia de exaltação, de falar o que está sendo feito para que o Brasil realize "a melhor Copa do Mundo da história"". No entanto os festejos não esconderão problemas.

De maneira geral, as 12 cidades têm aspectos positivos e outros negativos em relação aos preparativos para a Copa de 2014. Os estádios, de modo geral, estão em estágio aceitável. Mas a interrupção das obras no Beira-Rio causa apreensão, embora as intervenções não sejam radicais. Mesmo caso da Arena da Baixada, cuja ampliação só deve começar em outubro.

No item mobilidade urbana reside, no momento, a maior preocupação do governo federal. Atrasos na elaboração dos projetos, indefinições sobre modelos a adotar e mesmo lentidão nas licitações fazem com que apenas 9 das 49 obras relacionadas à Copa estejam em andamento. O governo, inclusive, resolveu fazer concessões para não agravar ainda mais o quadro. Menos mal que a tendência parece ser de aceleração nos processos, e nas obras, nos próximos meses. Hoje, várias cidades irão inaugurar relógios. A intenção é fazer a contagem regressiva até a Copa, mas tais peças servirão, também, para mostrar que o tempo está passando rapidamente.

São Paulo

Arena toma forma, mas obras ainda são plano

Uma viagem de trem da estação da Luz a Itaquera, a partir das 10 horas, com as principais autoridades do Estado, entre elas o governador Geraldo Alckmin e o prefeito Gilberto Kassab, vai ser o principal evento de São Paulo para marcar os mil dias para o início da Copa. A intenção do passeio no "Expresso da Copa"" é mostrar que transporte dos torcedores não será problema para quem quiser ir ao estádio do Corinthians. Iniciada em 30 de maio, a construção da arena tem 10,65% das obras concluídas, diz a construtora.

Em Itaquera, serão feitas cinco obras viárias, que têm a licitação prevista para o próximo mês. No bairro também devem ser instaladas, até 2014, fórum, rodoviária, Etec e Fatec. A construção do terceiro terminal do aeroporto de Cumbica prossegue - a liminar que pararia as obras foi cassada.

Rio de Janeiro

Greve no Maracanã e nada de comemoração

O Rio de Janeiro não preparou nenhuma solenidade para o dia de hoje. Os organizadores só farão festa se o Tribunal Regional do Trabalho se pronunciar esta tarde pelo fim da greve no Maracanã, que já completou duas semanas. O cronograma já corre risco. Menos mal que algumas obras de mobilidade, viárias e no aeroporto, estão em andamento.

Belo Horizonte

Cidade mostra o bom planejamento

O dia em Belo Horizonte, eleita pela Fifa a cidade oficial dos mil dias, vai ser de festividades. Desde o final da manhã, no Mineirão, com a presença da presidente Dilma Rousseff, à noite, no Palácio da Liberdade, com a inauguração de um relógio que fará a contagem regressiva para a Copa do Mundo. A capital mineira tem obras no estádio obedecendo o cronograma e algumas intervenções de mobilidade urbana em curso. Resta resolver o problema do aeroporto, com em todas outras cidades, e dos hotéis, pois a rede disponível é insuficiente.

Porto Alegre

Em vez de festa, tensão com estádio

A capital gaúcha vai ligar os mil dias às comemorações da Semana Farroupilha. Hoje, haverá cavalgada do Beira-Rio ao Parque Harmonia, além de shows. Mas há preocupações. As obras do Beira-Rio estão paradas há três meses, pois o Internacional desistiu de tocar a empreitada sozinho e ainda não assinou contrato com a construtora à qual se associará. E das 10 obras de mobilidade urbana previstas para Porto Alegre, apenas o prolongamento da avenida Severo Dullius foi iniciado. As outras estão em processo de licitação.

Brasília

Shows e luzes em busca da abertura

Shows, com Cláudia Leite e Daniela Mercury, entre outros, exibição de balonismo e monumentos públicos enfeitados é o que Brasília terá para celebrar os mil dias. A cidade ainda sonha com a abertura da Copa. As obras do novo Mané Garrincha estão dentro do cronograma (38% concluídas). Mas também há atrasos. A ampliação da DF47, por exemplo, está paralisada por ação do Tribunal de Contas do Distrito Federal.

Salvador

Arena está em dia, mas o resto não sai do lugar

A festa na capital baiana terá a inauguração de um relógio no Dique do Tororó. No Pelourinho, haverá shows e atividades esportivas. Salvador tomarão conta do Pelourinho até as 11h. Em relação às obras, a Fonte Nova entra na fase da montagem das estruturas, Está em dia. Mas as obras de mobilidade não andam. A cidade ainda tenta trocar o BRT pelo metrô.

Curitiba

Atrasos na preparação e homenagem tímida

As obras de conclusão da Arena da Baixada ainda não começaram - as máquinas devem entrar em ação em outubro -, as nove intervenções de mobilidade também não (algumas estão em fase de licitação) e o aeroporto não deverá ficar pronto. Mas a capital paranaense não vai deixar passar em branco os mil dias. Vai marcar a data, embora de maneira tímida. Será feita homenagem aos oito países campeões do mundo. E o Jardim Botânico da cidade será iluminado hoje com as cores da bandeira brasileira. Na sexta-feira pelo verde e amarelo da bandeira brasileira. A partir de amanhã, as cores serão alusivas aos outros sete países: Alemanha, Argentina, Espanha, França, Inglaterra, Itália e Uruguai.

Recife

Cidade aproveita para prestar contas

Uma prestação de contas à sociedade deve ser o ponto alto dos eventos no Recife. E a cidade poderá mostrar que já toca obras de mobilidade urbana. As obras na Arena Pernambuco seguem em ritmo lento. Recife também terá seu relógio de contagem regressiva e show de frevo na Praça do Arsenal.

Cuiabá

Documentário destaca o Pantanal

A capital do Mato Grosso preferiu a moderação para celebrar, mas não deixou a cultura local de lado. O principal evento será o lançamento do documentário "Trilogia do Pantanal - Ar, Terra e Água". Em relação às obras, a Arena Pantanal tem 30% concluídos. As obras de mobilidade patinam. E o projeto do BRT (Bus Transit Rapid) será trocado pelo VRT (Veículo Rápido sobre Trilhos).

Fortaleza

Estádio vai bem, mas as outras obras...

Um ato ecumênico, no início da manhã, marcará os festejos dos mil dias em Fortaleza. Será realizado no Castelão. Os organizadores também falarão sobre o estágio das obras - garantem que 39% estão concluídos, mas é visível que ainda há muito por fazer, principalmente no lado interno da arena. Outro problema: as seis obras de mobilidade idealizadas na capital cearense sequer tiveram os editais publicados até o momento.

Manaus

Trabalho vai marcar data festiva

A capital amazonense vai passar os mil dias trabalhando. A Arena da Amazônia passa pela fase final de terraplenagem e fundações e já teve início a construção do setor inferior das arquibancadas. Mas as obras de infraestrutura preocupam. O BRT ainda não passou por licitação, embora a construção esteja prevista para dezembro.

Natal

Corrida contra o tempo é desafio potiguar

A capital do Rio Grande do Norte está entre as cidades que irão instalar o cronômetro dos mil dias. E o relógio vai mostrar que é preciso correr para deixar tudo pronto até 2014. A Arena das Dunas foi o último estádio a começar as obras, em agosto, e esta na fase da terraplenagem. E as duas intervenções de mobilidade urbana previstas estão ainda na fase de projeto.

PAÍS DA BOLA

49 projetos

de mobilidade urbana estão previstos nas cidades que vão receber jogos da Copa do Mundo. Deles, apenas 9 estão em obras, de acordo com balanço do governo

10 estádios

que serão usados na Copa do Mundo estão em construção ou em reforma. O Beira-Rio tem as obras paralisadas e a Arena da Baixada, não iniciadas

13 obras

em aeroportos estão previstas até 2014. Apenas 8 delas começaram até o momento

2,3 bilhões

de reais já foram contratados ao BNDES para a construção e reforma de arenas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.