Luis Ruas
Luis Ruas

Diante do novo técnico do Time Brasil, Karina Johannpeter vence concurso de salto

Medalhista do Pan foi campeã da disputa que fechou Concurso de Salto SHP Open na Hípica Paulista

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2019 | 23h25

A medalhista pan-americana Karina Johannpetermontando Challenger JMen II, sagrou-se campeã do GP válido como etapa seletiva da liga sul-americana para a Copa do Mundo 2020 e 1ª etapa do ranking brasileiro Senior Top 2019. Karina foi a única com dois percursos sem faltas na disputa que fechou o Concurso de Salto Internacional e Nacional SHP Open na Sociedade Hípica Paulista neste domingo.

Aos 35 anos, a amazona radicada na Alemanha há 10 anos agora também vai competir nos principais concursos no Brasil. Karina estará ao lado de um grupo de cerca de 20 atletas fazendo parte do processo observação para formação do Time Brasil de Salto para os Jogos Pan-americanos 2019, que serão disputados entre 23 de julho a 11 de agosto, no Peru. O Pan vale vaga olímpica em Tóquio 2019 para as três melhores equipes.

"O Challenger estava espetacular, principalmente na 2ª volta. Estamos cada vez mais entrosados. Voltarei para a Alemanha para uma agenda de concursos com meus principais cavalos e brigar por uma vaga no Pan que é o meu objetivo", destacou a campeã, que já disputou dois Pan-Americanos com bronze e prata por equipes, respectivamente, em Santo Domingo, 2003, e Guadalajara 2011.

A disputa foi acompanhada pelo suíço Philippe Guerdat, novo técnico do Time Brasil de Salto, que foi campeão olímpico nos Jogos Rio 2016 dirigindo a França. "O GP estava com bom nível e tivemos boas apresentações. Mas a dificuldade técnica ainda está um pouco abaixo dos principais concursos na Europa e América do Norte", observou o técnico Philippe Guerdat, que daqui a duas semanas dirige o Time Brasil na Copa das Nações do CSIO5* em La Baule, na França.

"Quero formar um time em que um torça pelo outro, assim como os demais cavaleiros e amazonas em observação, todos juntos a favor do Brasil. Está sendo um desafio muito especial dirigir a equipe brasileira e não mediremos esforços para atingir o nosso principal objetivo na temporada: subir ao pódio no Pan e garantir uma vaga para Tóquio", afirmou Guerdat.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.