Diego busca sexto ouro no solo

Diego Hypólito quer mostrar em casa porque é o melhor ginasta do mundo na prova de solo da Ginástica Artística. Em São Paulo, na terceira etapa da Copa do Mundo, que começa sexta-feira no Ginásio do Ibirapuera, o atleta fará sua estréia na temporada. Se vencer, conquistará o sexto ouro consecutivo na competição. Com apresentações quase perfeitas, Diego foi o vencedor do solo na finalíssima da Copa do Mundo do ano passado, assim como Daiane dos Santos. A competição só perde em importância para Olimpíadas e Mundiais. Para continuar levando vantagem sobre os adversários, o brasileiro aumentou o grau de dificuldade em sua exibição. Hoje, no primeiro dia de treinos para a etapa paulista, ele afirmou: "Sou o único ginasta do mundo que faz essa seqüência na primeira passada", garante. "São cinco mortais terminando com uma pirueta." Apesar de ter apenas 18 anos, Diego mostra maturidade na montagem de sua apresentação. "Mudei o último exercício dessa primeira passada. Antes ele valia sete décimos, e agora vale nove", explica. Cada exercício é avaliado entre A, B, C, D, E e Super E - o mais difícil. "De C, esse último foi para D. Como vem em uma seqüência com outros exercícios difíceis, acaba valendo como E." O brasileiro também sabe que os adversários seguem todos seus passos. "Hoje, apenas mais dois ginastas fazem o que eu fazia até o ano passado, que são o Marian Dragulescu, da Romênia, e o Jeffrey Wammes, da Holanda, que vai estar aqui", enumera. Apesar disso, Diego não acha que os rivais se surpreenderão com sua apresentação: "Eles sabem que eu estou sempre trabalhando. Se eu fizer a série direitinho, os outros vão ter trabalho para ganhar de mim." Mas o favorito pede também atenção para os outros brasileiros. "Todo mundo vem treinando bastante e pode conquistar medalhas. O mais difícil é que a Seleção Masculina não tem patrocínio. A Feminina tem, mas entre os homens só eu tenho apoio individual. A ginástica masculina merecia um pouco mais de atenção." Além de muita confiança, Diego acredita na sorte para conquistar mais medalhas na Copa - tem outras três no salto sobre cavalo, uma de ouro e duas de bronze. "Tenho um perfume que só uso em dias de competição.Além disso, quando vou disputar alguma coisa, procuro fazer tudo com o pé direito." A irmã, Daniele Hypólito, está ansiosa pela apresentação de Diego."Sou irmã, amiga, companheira e torcedora dele. Como treinamos no mesmo horário, não vi esse exercício. Estou muito ansiosa e vou ver só no dia mesmo", conclui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.