Diego disputa final do solo com amplo favoritismo

Brasileiro obtém a melhor nota da fase classificatória e busca hoje o primeiro ouro de 2007 na Copa do Mundo

Glenda Carqueijo, O Estadao de S.Paulo

27 de outubro de 2007 | 00h00

Diego Hypólito é favorito ao ouro na decisão do solo hoje, a partir das 9 horas (com SporTV), na etapa alemã de Stuttgart, da Copa do Mundo de Ginástica Artística. Ontem, obteve a melhor nota, com 15,425. O ginasta busca sua primeira medalha no torneio este ano, na mesma cidade que o consagrou, no mês passado, quando foi campeão mundial. Outro brasileiro classificado à final do aparelho é Victor Rosa, com a sétima posição. Este ano, Vitinho conquistou a sua primeira medalha no torneio, prata no solo, na etapa alemã de Cottbus, em março. Na briga por medalhas com os brasileiros estão o russo Anatoli Vasiliev, segundo na classificatória (15,325) e o britânico Kristian Thomas (15,150), terceiro.Diego teve uma pequena falha em sua apresentação, mas saiu satisfeito. "Minha nota de partida foi de 16,60 - 0,1 a menos da que tinha no Mundial." Jade Barbosa, a principal aposta do Brasil, fará a final nos quatro aparelhos (solo, salto, trave e assimétricas). "Estou feliz, mas cansada", disse. Esta é terceira etapa do torneio que disputa. Foi prata, no salto, em Cottbus. Na Alemanha, a atleta de 16 anos, reclamou do frio, mas disse estar impressionada com o calor do público. "Eles batem palmas, me reconhecem, pedem autógrafos, fotos", conta. Foi em Stuttgart, no Mundial, que Jade conquistou, no mês passado, a medalha de bronze no individual geral. O assédio aos brasileiros também aumentou depois que Daiane dos Santos, que hoje luta contra contusões, ganhou várias medalhas em solo alemão.No salto, prova em que Jade foi campeã no Pan do Rio, ela obteve a terceira melhor nota (14.075), atrás de Oskana Chusovitina, a usbeque naturalizada alemã (15.012); e da australiana Daria Joura (14.287). Jade não fez o segundo salto mais difícil (uma pirueta e meia) como previsto. "Acho que vou fazer (hoje). Depende da decisão do Oleg (o técnico Ostapenko) ."No solo, a ginasta sofreu uma queda e ficou em 5º. "Se acertar tudo, dá para brigar por medalha." Daniele foi 7ª no solo. Nas assimétricas, Jade ficou em 5º e na trave em 7º. Daniele ficou em 4º na trave e diz que "se fizer uma série limpa", pode ir ao pódio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.