Diego, Eras e Ethiene na final em Moscou

Três brasileiros lutam por medalha na etapa russa da Copa do Mundo

MOSCOU, O Estadao de S.Paulo

30 de maio de 2009 | 00h00

O ginasta Diego Hypolito disputa hoje duas finais na etapa da Copa do Mundo de Moscou, Rússia - no salto e no solo, onde apresentou seu movimento Hypolito 2. O brasileiro terá a companhia de Sergio Eras, que se classificou para a decisão nas argolas, enquanto, no feminino, Ethiene Franco representará o Brasil nas barras assimétricas e no salto. A disputa começa às 4 horas de Brasília.Diego apresentou seu novo movimento do solo em Moscou, o que lhe rendeu a melhor nota do dia, 15,450 pontos. No salto o brasileiro terminou em quinto lugar, 15,587 pontos. Contou que teve dificuldade em se concentrar para o evento. "Antes de viajar para esta competição, tive uma semana muito desgastante no Brasil, pela questão da falta de incentivo e apoio ao meu esporte. Aqui em Moscou, senti minhas pernas pesadas e quase não dormi direito com todo esse estresse, além do fuso horário (7 horas entre Moscou e Brasília)", conta o ginasta, que aguarda ajuda do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Ministério dos Esportes. "Para lutar por uma medalha neste sábado, pretendo executar o Hypolito 1, que costuma impressionar a comissão de arbitragem e irá aumentar a minha nota de partida em 0,1 (16,600)."Na outra final, Diego também terá desafios. "Nas eliminatórias, tive uma falha no segundo salto, que não costumo errar nunca. Agora na final, pretendo repetir os mesmos saltos que fiz na etapa passada de Glasgow e tentar subir ao pódio novamente", afirma. O outro brasileiro em final é Sérgio Eras, que conseguiu a oitava nota nas argolas, 14,625. O atleta, no entanto, não obteve nota suficiente para repetir a dose no cavalo com alças, no qual ficou em 13º Arthur Zanetti não conseguiu classificação para a final no solo e argolas. No primeiro aparelho ficou apenas em 15.° nota 13,800, e no segundo em nono, 14,550. Ethiene teve sua melhor apresentação nas barras paralelas assimétricas, onde ficou com a segunda melhor nota: 13,800. No salto, a ginasta se classificou em sétimo lugar, 13,487. Bruna Leal não competiu por critério técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.