Diego ganha prata no salto na etapa alemã da Copa do Mundo

Desde 2004 ele não subia ao pódio na prova; no sábado, foi 2.º no solo

, O Estadao de S.Paulo

23 de março de 2009 | 00h00

O Brasil conquistou ontem mais uma medalha de prata na etapa da Copa do Mundo de Ginástica de Cottbus, na Alemanha. Diego Hypolito obteve 16,025 pontos e ficou em segundo lugar nas provas de salto, atrás apenas do holandês Jeffrey James. O resultado deixou o ginasta otimista. "Esta medalha tem um valor especial para mim. Desde 2004 eu não sabia o que era comemorar uma medalha neste aparelho", disse. "Estou feliz com meu desempenho e acho que posso aperfeiçoar alguns detalhes nos treinamentos e lutar para ficar entre os melhores no ranking mundial este ano."Diego se superou na decisão do salto. Nas eliminatórias, o brasileiro tinha ficado apenas em quarto lugar. Para melhorar o desempenho, mudou as acrobacias na apresentação de ontem. "Meus dois saltos tiveram a nota de partida de 16,600 e foram muito bem executados. No primeiro (nota 16,000) fiz um mortal para frente com duas piruetas. E, no segundo salto (16,125), realizei uma dupla e meia."O saldo final do Brasil em Cottbus foram três medalhas. No sábado, Diego, em sua primeira apresentação internacional do ano, foi prata no solo e Ethiene Franco ganhou bronze nas barras paralelas assimétricas em sua estreia em Copas do Mundo. O resultado foi especialmente positivo para Diego, que no começo do ano teve sua preparação bastante prejudicada pelos problemas financeiros do Flamengo - o clube chegou a anunciar o fechamento de sua equipe de ginástica.A situação, no entanto, foi revertida semanas depois, quando a prefeitura de Niterói resolveu patrocinar a equipe. O caso, no entanto, abriu a discussão sobre o repasse de verbas da Lei Agnelo/Piva para os clubes que mantêm atletas.Ethiene Franco não conseguiu repetir a boa apresentação do sábado. Apesar de ter ficado em terceiro nas eliminatórias, cometeu erros na sua apresentação na trave - chegou a cair - e terminou em sétimo, 12,325 pontos. A vencedora foi a polonesa Pihan-Kulesza Marta (14,075). A ginasta brasileira foi melhor no solo, terminando a prova em quarto lugar, 13,575 pontos. A chinesa Sui Lu, com 14,200, foi a campeã.O País teve outra representante no solo, Bruna Leal, que ficou em sétimo lugar, com 13,300 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.