Diego Hypólito chega ao Brasil feliz com resultados na China

Pela primeira vez o ginasta Diego Hypólito voltou ao Brasil mais feliz com um resultado do que com a medalha de ouro obtida nos exercícios de solo, sábado, durante a etapa chinesa da Copa do Mundo de ginástica. O oitavo lugar na paralela, aparelho em que tinha séria deficiência, foi festejado pelo atleta como um título.?Há muito tempo todo mundo fala que não tenho resultado em outros aparelhos, além do solo e do salto. E eu fiquei muito feliz em ter ido para a final da paralela?, festejou Diego. ?Essa final mostrou que estou bem e os treinos começaram a dar resultados. Foi o que me deixou mais contente.?Diego demonstrou tanta satisfação pela melhora de desempenho na paralela, porque, apesar de sua excelência nas exibições no solo e salto, o fato de não ir bem nos demais aparelhos lhe custou a vaga nos Jogos Olímpicos de Atenas. Na ocasião, por ter obtido resultados regulares em todos os aparelhos, Mosiah Rodrigues ficou com o lugar.Sobre o inchaço no tornozelo esquerdo, onde há cerca de quatro meses sofreu uma ruptura no tendão, Diego afirmou não ser um problema. Contou já ter realizado exames que nada de grave revelaram. Inclusive, o ginasta que chegou pela na manhã desta quarta-feira ao Brasil e, à tarde, realizou um treino em seu clube, o Flamengo.?Não foi nada grave. É uma coisa normal. Já fui medicado e hoje já treinei normalmente?, contou Diego. O próximo desafio para Diego será o Campeonato Brasileiro Adulto, no próximo mês, em Goiânia. Representando o Flamengo, vai competir na categoria Individual Geral quando precisará se apresentar em todos os aparelhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.