Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Diego Hypólito e Daine lutam por medalhas

Os ginastas Diego Hypólito e Daiane dos Santos lutam hoje por medalhas na final individual por aparelhos no último dia de competição do Mundial de Anaheim, na Califórnia. Diego faz a final no salto sobre o cavalo (obteve a sétima posição, com 9.523 pontos). Ontem à noite, Diego terminou na quarta posição na final de solo. Daiane está classificada com a terceira melhor pontuação para a final do solo, com 9,512 pontos e tem chances de medalha. Mas terá superar a favorita romena Catalina Ponor e a espanhola Elena Gómez. Durante um exercício, Daniele Hypólito se machucou e abandonou a competição na final do individual geral. A equipe brasileira volta de Anaheim com o dever quase cumprido. O sonho de conquistar uma vaga por equipes masculina para Olimpíada de Atenas/2004 acabou. Os ginastas Mosiah Rodrigues, Diego Hypólito, Michel Conceição, Danilo Nogueira e Victor Rosa conseguiram apenas a 19ª colocação ? só os países classificados entre os 12 primeiros ganham o direito de competir em Atenas com a equipe completa ?, conquistando vaga para apenas um ginasta. Mosiah Rodrigues, será o representante do Brasil na Grécia, uma vez que foi o melhor colocado na classificação individual geral, em 45º lugar entre 372 ginastas.No feminino, o sexteto formado por Daiane dos Santos, Camila Comin, Daniele Hypólito, Laís Souza, Ana Paula Rodrigues e Caroline Molinari terminou na oitava posição e garantiu uma vaga inédita por equipes na Olimpíada de Atenas. Quem surpreendeu na competição foi a equipe norte-americana que levou a primeira medalha de ouro por equipes em toda a história do Mundial de Ginástica Olímpica, deixando para trás a favorita Romênia e a surpresa Austrália. As decepções foram as equipes da Romênia, campeã das cinco últimas edições do Mundial, além de atual campeã olímpica, e da Rússia, que terminou em sexto lugar. Daniele Hypólito torceu o tornozelo em sua primeira apresentação, o solo. A contusão a impediu de participar das três rodadas seguintes da final individual geral. ?Na segunda passada (movimento), dei um duplo-carpardo (mortal) e me machuquei. As dores eram muito fortes?, disse Daniele, que encerrou sua participação em 24° e último lugar das finais. O ouro ficou com a russa Svetlana Khorkina, seguida pela americana Carly Patterson e pela chinesa Nan Zhang. A brasileira Camila Comin terminou na 19ª colocação.

Agencia Estado,

24 de agosto de 2003 | 09h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.