Diego Hypólito vive futuro incerto na ginástica

Com a decisão de abandonar a seleção permanente de ginástica olímpica, Diego Hypólito vive futuro incerto. Campeão mundial da prova de solo no ano passado, ele deixou a equipe em Curitiba para voltar a treinar no Rio, com seu técnico no Flamengo, Renato Araújo. E não mostrou arrependimento.?Não sei o que vai ser agora. Ninguém da Confederação veio falar comigo. O que vou fazer é treinar para estar sempre pronto a competir quando for chamado?, afirmou Diego. ?Pretendo competir até 30 anos (hoje tem 19 anos) e para isso tenho que estar bem. Cuidar da minha força.?Além de Diego, outro ginasta do Flamengo deixou a seleção brasileira: Vitor Rosas. E, de acordo com o técnico Renato Araújo, outros atletas também cogitaram abandonar a equipe que treina em Curitiba. ?Mas chegaram na hora e deram para trás?, revelou.Diego está inscrito para as etapas da Copa do Mundo de Lyon (França) e Cottbus (Alemanha). E, segundo Renato Araújo, se o ginasta sofrer algum tipo de retaliação da Confederação, ?quem perderá será o Brasil?. De acordo com Diego, sua saída não foi motivada por uma briga ou qualquer confusão na seleção. Para ele, a volta ao Flamengo lhe possibilita se preparar melhor, porque retomará os treinos com o técnico que o acompanha há 11 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.