Diego, o meteórico ídolo da Juventus, é trunfo hoje contra a perigosa Roma

A camisa da Juventus caiu bem em Diego. E, pelo que vem sendo constatado, Diego caiu ainda melhor na Juventus. O meia declarou há poucos dias que o time de Turim seria uma excelente vitrine para convencer Dunga a levá-lo para a Copa da África do Sul. E tem mais: "Jogar na Juventus era um sonho de menino", revela ao Estado. Sua empatia com a torcida da Velha Senhora foi tão grande que, em menos de três meses, Diego se converteu no jogador com mais camisas vendidas no clube. Segundo o site Tuttosport, a chegada do brasileiro alavancou as vendas em mais de 40%. A camisa dele, a de número 28, é a mais procurada. Já supera a 10, de Del Piero.E, para se ter uma ideia do potencial de marketing de Diego, a Juventus já decidiu que ele será o garoto-propaganda na campanha publicitária de um novo patrocinador do clube. Pesquisas indicam que a Juventus é o time mais popular da Itália, com 28% da preferência, o que daria cerca de 16 milhões de fãs na Itália e mais de 170 milhões ao redor do mundo.Durante a semana, Diego teve ideia de como a torcida se identifica com ele. Convidado pelo presidente do clube, Cobolli Gigli, a conhecer as categorias de base do time, Diego arrastou mais de mil curiosos ao CT de Chiusa Pesio.O craque brasileiro sabe como retribuir. Com gols e boas jogadas. "E vencendo, claro (como na estreia, semana passada)." Hoje, o desafio é o clássico com a Roma, às 13 horas (de Brasília), em Roma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.