Diego resolve ir na ''raça'' a Pequim

Werder não libera, mas meia se apresenta a Dunga e clube fala em acionar o TAS; Schalke ameaça Rafinha

O Estadao de S.Paulo

23 de julho de 2008 | 00h00

O meia Diego decidiu ignorar a proibição do Werder Bremen e apresentou-se ontem à seleção brasileira que vai disputar a Olimpíada de Pequim. Fez o mesmo que o lateral-direito Rafinha, que ?desertou? do Schalke. Apesar de os dois jogadores terem idade olímpica e da determinação da Fifa para que fossem cedidos, os clubes se negaram a liberá-los. À revelia dos patrões, eles se juntaram aos outros jogadores convocados por Dunga - inclusive Ronaldinho Gaúcho - em Paris, escala da viagem para Cingapura. Os alemães vão recorrer ao TAS (Tribunal Arbitral do Esporte), na tentativa de impedir os atletas de ir aos Jogos.Os jogadores, porém, estão tendo tratamento diferente de seus clubes. Enquanto o Werder diz que o meia só se apresentou à seleção por medo de represália por parte da CBF - temia ser preterido em futuras convocações de Dunga -, o Schalke ameaça rescindir o contrato de Rafinha. Também quer que seja suspenso pelo menos no período da Olimpíada.Diego foi surpreendido ontem com a decisão do Werder. Isso porque, anteontem, havia conversado com os dirigentes e deixou praticamente acertada sua ida à China. Ontem, porém, Klaus Allofs, diretor geral da equipe de Bremen, disse não. Inconformado, o meia abandonou o clube e viajou.O Werder, então, decidiu acionar o TAS. "Clube e jogador acatarão a decisão??, garante Allofs. "Eu só volto se chegar um documento oficial da Fifa determinando que eu tenha que voltar??, disse ao site Terra.Já a "insubordinação?? de Rafinha levou o Schalke a abrir guerra com a CBF. "Escrevemos à Confederação Brasileira de Futebol e ao Comitê Olímpico Internacional (COI) pedindo que Rafinha não jogue a Olimpíada??, disse o diretor geral, Andreas Müller. "Se a CBF não cumprir nosso pedido, iremos ao tribunal de arbitragem.??

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.