Jamil Chade/AE
Jamil Chade/AE

Dilma caminha por Londres e diz que Rio 'fará melhor'

Em passeio pela cidade, presidente disse que Brasil terá escola de samba na abertura

DANIELA MILANESE E JAMIL CHADE, Agência Estado

28 de julho de 2012 | 10h52

LONDRES - A presidente Dilma Rousseff decidiu caminhar pela cidade de Londres, na manhã deste sábado, depois de ficar presa no trânsito apenas alguns metros depois de sair do hotel em que se hospeda, ao lado do Hyde Park, na região de Kensington. Dilma passou pela avenida Park Lane, entrou no maior parque londrino, seguiu pela avenida Knightsbridge, onde passou na sofisticada loja de departamentos Harrods.

Na caminhada, de cerca de 50 minutos, Dilma comentou com jornalistas que gostou da cerimônia de abertura da Olimpíada de Londres, na sexta-feira, mas acredita que o cerimonial brasileiro será melhor no evento de 2016, no Rio. "Gostei muito, mas vamos fazer melhor. Vamos chamar uma escola de samba e vamos abafar", disse.

Sobre a presença da ex-ministra Marina Silva no evento, convidada pelo Comitê Olímpico Internacional, sem o conhecimento do governo brasileiro, a presidente avaliou que não precisava ter sido informada. "É um orgulho para gente. Não sabia e não tinha que saber", afirmou.

Marina entrou carregando a bandeira com os anéis olímpicos juntamente com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, o maestro argentino Daniel Barenboim e outras personalidades agraciadas com prêmios Nobel.

A presidente entrou na loja da National Geographic, que ficou fechada para o público por cerca de 15 minutos, enquanto realizava suas compras. Na saída, Dilma contou que comprou um globo terrestre e uma camiseta já que não encontrou documentários da BBC que estava procurando.

Dilma seguiu para a região de South Kensington até o Museu de História Natural, onde entrou no carro oficial de volta para o hotel. No trajeto falou e tirou fotos com brasileiros que a reconheceram. "Já tinha vindo para Londres umas 10 vezes, mas apenas uma para turismo", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.