Benoit Tessier/ EFE
Benoit Tessier/ EFE

Dinamarquês ganha etapa, mas esloveno pode vencer Volta da França neste sábado

A uma etapa do fim da tradicional competição, a liderança permanece com Primoz Roglic

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2020 | 21h26

O dinamarquês Soren Kragh Andersen (Sunweb) venceu sua segunda etapa na atual Volta da França, ao terminar em primeiro, nesta sexta-feira, o percurso de 166,5 quilômetros entre as cidades de Bourg-En-Bresse e Champagnole. A uma etapa do fim da tradicional competição, a liderança permanece com o esloveno Primoz Roglic (Jumbo Visma).

Andersen, de 26 años, imprimiu um ritmo forte e conseguiu evitar o sprint final de 12 adversários para completar o trajeto em 3h36min33, com a média de 46,1 km/h, com uma vantagem de 53 segundos sobre o esloveno Luka Mezgec (Mitchelton) e o belga Jasper Stuyvens (Trek), segundo e terceiro colocados. O eslovaco Peter Sagan, o italiano Mateo Trentin e o irlandês Sam Bennett, outros favoritos, cruzaram com 1min02 de desvantagem.

Com a vitória, Andersen se tornou o quarto ciclista a somar duas vitórias na 107ª edição da Volta da França, ao lado do holandês Wout van Aert, do australiano Caleb Ewan e do esloveno Tadej Pogacar.

A última e 20ª etapa etapa vai ser disputada neste sábado em uma etapa contra o relógio de 36,2 quilômetros, dos quais os últimos seis em subida, com o final em Paris.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.