Diretor de agência antidoping russa pede demissão após escândalo

Um mês depois de um relatório da Agência Mundial Antidoping (Wada) revelar um gigantesco esquema de doping no atletismo da Rússia, o diretor geral da Agência Antidoping Russa (Rusada), Ramil Khabriev, finalmente pediu demissão do cargo. De acordo com o ministro do Esporte Vitaly Mutko, o pedido de demissão de Khabriev foi avaliado e aprovado durante um encontro entre os fundadores da Rusada, nesta quinta-feira.

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2015 | 15h53

A saída de Khabriev coincide com a visita de uma comissão da Wada à Rússia, para avaliar a evolução das ações dos russos no combate ao doping. A partir de agora, por sugestão da Wada, a Rusada vai trabalhar em conjunto com a agência britânica, a UKAD.

"Eles esperam planejar testes juntos, atraindo companhias internacionais que realizam testes", explicou Natalia Zheleznova, responsável pelo combate ao doping por parte do governo russo.

No último dia 18, a Wada declarou que a Rusada não está de acordo com suas normas. Também o laboratório de Moscou foi descredenciado pela agência internacional. A Rússia tem até 27 de março para mostrar à Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF) que está apta a ser novamente filiada para poder participar das provas de atletismo do Rio-2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.