Jae C. Hong/AP
Jae C. Hong/AP

Diretor revela detalhes da abertura da Olimpíada em Londres

Segundo Danny Boyle, espetáculo vai representar aspectos distintos da Grã-Bretanha

Agência Estado

23 de julho de 2012 | 14h14

O diretor Danny Boyle revelou nesta segunda-feira, 23, alguns detalhes sobre a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Londres. Embora pretendesse manter mistério, ele reconheceu ser difícil esconder informações "no mundo moderno" e garantiu que o espetáculo "trata de mostrar o melhor de nós, mas também tratamos de mostrar muitas coisas distintas sobre nosso país".

 

A expectativa, assim, é de que o diretor de filmes como "Quem Quer Ser um Milionário?" e "127 Horas" apresente uma versão menos idílica do país. O tema da cerimônia de sexta-feira será "Ilhas da Maravilha", inspirado em a "A Tempestade", de William Shakespeare, obra que conta sobre os sobreviventes de um naufrágio.

 

Iniciará o espetáculo o badalar de um sino de 27 toneladas, construído no mesmo lugar onde foi fabricado o Big Ben londrino. Também teria sido gravado um segmento no Palácio de Buckingham, onde apareceriam a rainha Elizabeth II e Daniel Craig representando James Bond. Um casal vestido de 007 também pode chegar no estádio de paraquedas.

 

A parte mais sombria do espetáculo chegará com a segunda parte: fotos aéreas mostrarão edifícios e torres cortados por fumaça escura, com o rio Tâmisa como cenário de fundo. Um terceiro ato deve discutir a revitalização da parte leste de Londres.

 

Ainda segundo Boyle, o espetáculo falará sobre o passado, o presente e o futuro da Grã-Bretanha, e terá músicas de bandas como Beatles, The Who e Sex Pistols. O ato final será de Paul McCartney cantando "Hey Jude".

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.