Diretoria do Guarani prioriza dois reforços com vistas ao acesso na Série C

Mesmo invicto, líder do Grupo B e dono da melhor campanha do Campeonato Brasileiro da Série C com 14 pontos, a direção do Guarani já começa a traçar uma segunda meta na formação de seu elenco para o restante da competição. Com o objetivo de chegar à segunda fase e brigar pelo acesso, o time prioriza no momento duas peças: um lateral-direito e um atacante nato, centroavante ao velho e bom estilo matador.

Estadão Conteúdo

29 de junho de 2016 | 21h00

Os nomes, porém, são guardados a sete chaves, mas já teriam sido aprovados pelo técnico Marcelo Chamusca. A lateral é uma necessidade porque o grupo só tem um especialista: Daniel Damião. No ataque a situação ainda é pior porque o clube não conta com nenhum centroavante nato. Pipico e Deivid são atacantes que atuam pelas beiradas do campo.

Enquanto a diretoria corre de um lado, Marcelo Chamusca trabalha de outro. A quarta-feira foi dedicada mais aos treinos físicos após a folga. Nesta quinta, ele começa a montar o time para o jogo contra o Botafogo, de Ribeirão Preto (SP), o seu adversário de sábado, às 19 horas, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP). A ideia é manter a mesma formação que empatou sem gols com a Portuguesa, na última segunda-feira, mas algumas alternativas devem ser testadas. Tanto que o treinamento vai ser realizado com portões fechados.

No entender dele, "nossos adversários estão de olho na gente por causa de nossa boa largada". Então todo cuidado é pouco. A meta inicial era somar 15 pontos ao final do primeiro turno, mas como o time já soma 14, então espera ir mais longe para acumular pontos na reserva e administrar o returno.

PROMOÇÃO - Depois que mais de mil torcedores foram até o estádio Canindé, em São Paulo, para apoiar o time contra a Portuguesa, a diretoria parece mais sensibilizada e faz promoção de ingressos para este jogo. O setor atrás do portão de entrada do Brinco de Ouro terá preço único de R$ 20 para quem comprar o ingresso nesta quinta e sexta-feira. Um grupo de torcedores reclamou de que a promoção deveria se estender até sábado, data do jogo.

O clube também vai abrir um lote de mil ingressos para o setor abaixo do tobogã, que está interditado por questão de segurança e nunca mais deve ser utilizado. O local abaixo é considerado privilegiado e terá o preço normal de ingressos: R$ 40 a inteira e R$ 20 a meia. A expectativa é levar mais de seis mil pessoas ao estádio, uma vez que pouco mais de quatro mil foram ver a vitória apertada sobre o Boa por 2 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.