Diretoria está atrás de zagueiro e lateral

O mercado sul-americano tornou-se nos últimos meses uma vitrine para o Palmeiras. Toninho Cecílio, gerente de futebol, já viajou algumas vezes no ano passado para observar jogadores. Em jogo da Libertadores fora de casa, uma nova oportunidade pinta para abrir os olhos e se atentar a atletas que começam a se destacar. No fim de semana, Toninho e Júnior Lopes, assistente de Vanderlei Luxemburgo, chegaram antes ao Chile para assistir ao jogo do Colo Colo. "Sempre aproveito essas viagens para olhar jogadores", confirma Toninho. "Mas não estamos contratando ninguém." Além do jogo do Colo Colo, o cartola viu Cobreloa x Audax e Universidad Católica x União Espanhola. Apesar de Toninho negar, o Palmeiras quer um zagueiro e de um lateral-direito. Depois de Valdivia, o Palmeiras percebeu que trazer jogadores de outros países poderia render dinheiro e títulos. O chileno veio do Colo Colo por US$ 3 milhões em 2006 e foi vendido ano passado para os Emirados Árabes, por 8 milhões. Os chilenos Villanueva, Orellana e os argentinos Spólli e Cardozo interessam ao Palmeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.