Diretoria evita assédio da Europa ao novo craque

A ascensão de Victor Andrade, que jogou pela seleção brasileira sub-20 com apenas 16 anos e vem ganhando espaço com Muricy no time titular, já está sendo percebida pelos clubes europeus. O alemão Werder Bremen já enviou observadores para acompanhar as partidas do jovem atacante. Além disso, equipes de outros países também entraram em contato com o procurador do garoto, Paulo Affonso Neves, para levantar informações sobre ele.

O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2012 | 03h08

Victor completará 17 anos dia 30, e tem contrato até outubro de 2014 - sua multa rescisória é de US$ 50 milhões (R$ 100 milhões). O plano, da diretoria santista e do procurador do atleta, é conservá-lo longe de especulações e concentrado apenas em trabalhar para continuar evoluindo na equipe santista.

Na semana passada, o cantor sertanejo Sorocaba comprou 20% dos direitos econômicos de Victor Andrade (o pai do garoto, Nelson, tem 10% e o Santos é dono dos 70% restantes) e pretende criar uma empresa para explorar a sua imagem. As decisões relativas à carreira do jogador continuam nas mãos de seu pai e de Paulo Affonso Neves - que também cuida dos interesses do goleiro Rafael. /S.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.