Diretoria ironiza suposta oferta por Lucas

O vice-presidente de futebol do São Paulo, João Paulo Jesus Lopes, ironizou a afirmação do empresário Wagner Ribeiro sobre uma suposta oferta do Chelsea de R$ 72 milhões por Lucas.

O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2011 | 03h04

"O Wagner é meu amigo, temos uma ótima relação. Mas ele sempre valoriza demais as questões referentes aos seus representados. Para nós, não chegou nada. E se chegar, será elegantemente recusada", disse Jesus Lopes, à Rádio Bandeirantes.

Sobre novas contratações, o dirigente afirmou que o São Paulo não tem nenhuma intenção em realizar uma troca com o Santos de Jean por Ibson. "Acho que se eu fizer um negócio desses, o Juvenal me demite."

A respeito da eterna busca pelo meia-armador, o vice afirmou que o clube espera poder ter boas notícias em janeiro. Ele, no entanto, disse que tanto Thiago Neves como Jadson, que estavam na lista de possíveis alvos, são contratações difíceis.

"Já tivemos um interesse no Jadson, mas diante dos valores que nos foram colocados fica difícil. E o Thiago Neves pertence a clube árabe, que é sempre difícil negociar, e já tem um encaminhamento com o Flamengo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.