Diretoria pede adiamento dos jogos com Bota e Sport

O time reserva do Corinthians - treinou ontem com reforço de Emerson Sheik - se despede domingo dos jogos do Campeonato Brasileiro, diante do Palmeiras. Depois de três derrotas e nenhum gol marcado pela equipe alternativa, a direção resolveu que não dá mais para apostar nela e correr risco de desperdiçar preciosos. Por isso, entrou com ofício na CBF, ontem, pedindo o adiamento de duas partidas.

O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2012 | 03h06

Aproveitando o bom relacionamento do presidente Mário Gobbi com José Maria Marin, presidente da entidade com o qual viu o jogo da Libertadores, anteontem, o clube pedirá que os jogos contra Botafogo (dia 30, no Pacaembu, entre as duas decisões da Libertadores) e Sport (8 de julho, na Ilha do Retiro, logo após o confronto de volta) sejam adiados para não atrapalhar a preparação alvinegra à final.

Ano passado, envolvido na fase decisiva da Libertadores, o Santos conseguiu o adiamento de quatro jogos, um deles contra o próprio Corinthians.

"Tenham bom senso e transfiram os jogos, por favor comando do futebol", apelou o técnico Tite, desesperado com o esgotamento dos jogadores e também com possíveis lesões de atletas importantes. "Tem cara que tá demolido aqui. Depois um jogador estoura o joelho e claro que não dá tempo de recuperação."

Tite já assumiu que não dá para usar reservas numa competição com adversários mais fortes e não quer ficar até dezembro lutando contra a queda. / F.H.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.