Diretoria quer jogo de volta no Pacaembu. Conmebol analisa

SANTOS

, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2011 | 00h00

A lógica do Campeonato Paulista não servirá para a Libertadores. Enquanto faz a final do Estadual contra o Corinthians na Vila Belmiro, a diretoria do Santos tentar levar o confronto de volta com o Once Caldas, pelas quartas de final da competição continental, para o Pacaembu. Ontem, o departamento de futebol santista encaminhou ofício à Confederação Sul-Americana no qual fez a solicitação.

A decisão está baseada na chance de aumentar as receitas. Na Vila, o maior público conseguido pelo Santos na Libertadores foi de 11.417 pagantes, contra o América do México, nas oitavas de final. No Pacaembu, esse número saltou para 37 mil, na última rodada da fase de classificação, contra o Deportivo Táchira.

Enquanto aguarda uma boa notícia, o técnico Muricy Ramalho terá de administrar outro problemas. O volante Arouca foi cortado da viagem à Colômbia, pouco antes da saída da delegação de Santos, ontem cedo.

O problema do volante parece ser mais grave do que aparentava. Após exames clínicos realizados ainda no México, na semana passada, o diagnóstico foi de cãibra e cansaço muscular. Mas como as dores não passaram, Arouca desfalcou o time contra o Corinthians, no primeiro jogo da decisão. Os médicos torcem para que o jogador se recupere a tempo do jogo final, domingo, na Vila.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.