Dividido, Rivellino festeja 'situação agradável'

Um dos maiores ídolos de Flu e Corinthians, astro dos anos 60 e 70 diz que vai comemorar de qualquer jeito

, O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2010 | 00h00

Oastro Roberto Rivellino vive um dilema: não sabe para quem torcer nesta reta final do Brasileiro. Entre Fluminense e Corinthians como campeão, ele fica em cima do muro para não ferir nenhuma relação construída com muito suor, gols e conquistas. Idolatrado nos dois clubes, por onde atuou nas décadas de 1960 e 70, se pudesse, dividiria o título. Mas, como não pode, "que vença o melhor".

Uma certeza ele tem: no dia 5 de dezembro, data da última rodada do campeonato, vai festejar a conquista de mais um troféu. E tanto faz o destino da taça: Laranjeiras ou Parque São Jorge.

"Os dois clubes moram no meu coração. Se um deles vencer, está de bom tamanho. Estou numa situação fácil, agradável", declarou Rivellino, que participou ontem da Soccerex Global Convention, feira internacional de negócios do futebol realizada no Forte de Copacabana, no Rio.

De acordo com o ex-meia, o líder Fluminense é o favorito a erguer o troféu, pois "vem demonstrando mais competência", e o meia Conca é o craque do campeonato. "O argentino é diferenciado."

Diante da maquete do novo Maracanã para a Copa de 2014, exposta na Soccerex, Rivellino tem a certeza de que, no futebol, só os gols de placa, os dribles desconcertantes e os passes precisos resistem ao tempo. "Esses lances jamais vão sair da minha cabeça", contou, emocionado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.