Djokovic abandona e Argentina vai à decisão

A Argentina se classificou ontem para a final da Copa Davis graças ao abandono do sérvio Novak Djokovic em duelo contra Juan Martin del Potro. O argentino liderava a partida por 7/6 (7/5) e 3/0 quando o líder do ranking abandonou o duelo por conta de dores nas costas. Ele deixou a quadra chorando.

, O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2011 | 00h00

Djokovic havia ficado fora do primeiro dia de partidas no confronto com a Argentina em Belgrado, mas foi escalado neste domingo, já que uma vitória argentina fecharia a disputa. O próprio atleta pediu para jogar, mesmo sabendo das dores. Não conseguiu evitar a derrota.

"Sinto-me muito desapontado com o fim do confronto desta forma. Tentei, mas acho que não tinha nem 60% de condições de jogar", afirmou Djokovic. "Foi uma decisão minha e no fim eu não me sinto confortável em ter desistido, só que não havia outra solução. Venho sentindo estas dores desde o US Open." Os argentinos jogarão a decisão com a Espanha, fora de casa, depois que Rafael Nadal bateu Jo-Wilfried Tsonga (6/0, 6/2 e 6/4) e confirmou a classificação de seu país a mais uma final.

Depois da vitória da República Checa sobre a Romênia (5 a 0) e da Itália sobre o Chile no segundo dia de disputas da repescagem do Grupo Mundial, ontem foi a vez de mais quatro países confirmarem presença na elite do tênis no próximo ano. O Canadá passou por Israel (3 a 2), a Croácia não deu chances para a África do Sul (4 a 1), a Áustria bateu a Bélgica (4 a 1) e o Japão acabou com a Índia (4 a 1).

O confronto entre Austrália e Suíça, em Sydney, terá pelo menos mais um game de drama. Depois de Roger Federer empatar a disputa em 2 a 2 com vitória sobre o jovem Bernard Tomic, de 18 anos, por 6/2, 7/5, 3/6 e 6/3, o jogo entre Stanislas Wawrinka e o local Lleyton Hewitt foi interrompido por falta de luz natural após o placar de 4/6, 6/4, 6/7 (9/7), 6/4 e 5/3.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.