Dois times da NFL querem o 'aposentado' Brett Favre

Quarterback, que anunciou sua saída da liga em março, quer voltar a jogar; Jets e Buccaneers interessados

Redação,

25 de julho de 2008 | 16h13

A indecisão do quarterback - até o momento aposentado - Brett Favre está movimentando a pré-temporada da NFL. De acordo com a imprensa norte-americana, o New York Jets e o Tampa Bay Buccaneers demonstraram interesse em contar com o jogador de 38 anos.O gerente dos Packers, Ted Thompson, confirmou a informação, colocando mais um capítulo envolvendo o retorno ou não de Favre, que levou sua equipe à final da Conferência Nacional na temporada passada, perdendo na prorrogação para o New York Giants, que viria a ser o campeão do Super Bowl.Ainda indeciso sobre seu retorno, Favre teria declarado que voltaria a treinar com os Packers, entregando uma carta à comissão da NFL para sua reinclusão na lista de jogadores disponíveis para a temporada 2008/09.Se Favre apresentar a carta, os Jets e os Buccaneers deverão apresentar um ofício à comissão da NFL pedindo permissão para conversar com o jogador, que ainda tem contrato com o Green Bay Packers.PERDENDO PRESTÍGIOA aposentadoria logo após o término da última temporada havia selado uma bela história de Favre no time de Green Bay, colocando-o entre os melhores quarterbacks da liga de todos os tempos.Aos poucos, Favre percebeu que sua decisão havia sido precipitada, que ainda sentia vontade de estar em campo, mas, dessa vez, procurava por um desafio a mais, que seria sua transferência para um clube que entenda ter mais condições de lutar pelo Super Bowl. Neste caso, o Tampa Bay Buccaneers, que conta com o técnico Jon Gruden, amigo pessoal de Favre. A decisão de deixar o clube onde foi campeão do Super Bowl em 1997 fez com que muitos fãs da equipe chamassem Favre de "traidor", criando um clima de animosidade entre o atletas e, inclusive, a diretoria do clube.No Brasil, Brett Favre é mais conhecido por ter interpretado um dos namorados da atriz Cameron Diaz no filme "Quem vai ficar com Mary?", de 1998.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.