Don King não consegue cumprimentar Bento XVI no Vaticano

O promotor americano de boxe Don King, que gerenciou a carreira de Mike Tyson, teve frustrado seu desejo de cumprimentar o Papa Bento XVI durante a audiência geral das quartas-feiras na praça de São Pedro.A ida de King à audiência geral do Papa já estava anunciada. O promotor, cujo nome está ligado ao de muitos campeões mundiais de boxe, se encontra na Itália para estudar iniciativas para o esporte no país. Seu desejo era de se encontrar em particular com Bento XVI, mas o pedido foi negado. Mesmo assim, ele disse que se contentava em estar entre os que cumprimentam o Pontífice ao final da audiência geral das quartas-feiras. No entanto, King também não pôde apertar a mão do Papa nem mesmo quando Bento XVI passava cumprimentando os fiéis, diante da confusão para chegar perto dele. Com isso, o promotor se aproximou do secretário papal, monsenhor Georg Gaenswein, e atirou em sua direção um cinto de campeão de boxe de cor verde e com um grande broche prateado no centro, que queria dar ao Papa. O objeto foi recolhido pelo assessor do Pontífice.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.