Doping: COI pode tirar ouro da Rússia

O Comitë Olímpico Internacional espera apenas a reunião de sua Comissão Executiva para anunciar oficialmente a desclassificação da russa Irina Korzhanenko, por doping, na prova do arremesso do peso em que ganhou a medalha de ouro nos Jogos de Atenas. O controle antidoping da atleta deu positivo, segundo confirmou Arne Ljungqvist, presidente da Comissão Médica do COI, que inicialmente havia divulgado que a atleta russa não passou pelo controle. Se perder a medalha, o ouro, que ganhou no sábado (21,06 metros), será da cubana Yumiledi Cumbá, a de prata irá para a alemã Nasdine Kleiner, e a de bronze para a russa Svetlana Krivelyova.Korzhanenko, de 30 anos, deu positivo para um esteróide anabolizante. Anteriormente, foi desclassificada por doping nos Mundiais em pista coberta disputados em 1999, quando terminou em segundo lugar. Até o momento, foram confirmados nove dopings na modalidade do levantamento do peso: a russa Albina Komich, a indiana Sanamacha Chanu, a marroquína Wafa Ammouri, o húngaro Zoltan Kecskes, o moldavo Viktor Chislean, o indiano Pratima Kumari Na, e o turco Sule Sahba.Antes destes, também haviam sido expulsos dos Jogos, Nan Aye Khine, de Myanmar, quarto na categoria dos 48 quilos; o grego Leonidas Sampanis, medalha de bronce, nos 62 quilos; e a arremessadora do peso Olga Shchukina, de Uzbekistán. Já o pugilista queniano David Munyasia não pode competir por haver consumido o estimulante proibido cathina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.