Doping faz ginastas devolverem medalhas

As russas Alina Kabaeva e Irina Chachina, da GRD (ginástica rítmica desportiva), devolveram seus ouros do Mundial de Madri/2001, por doping, que serão entregues às novas ganhadoras no Mundial de Budapeste, em setembro. Kabaeva e Chachina deram positivo nos Goodwill Games - Jogos da Boa Vontade - em agosto de 2001, para furosemida, que mascara o consumo de esteróides.As duas participaram do Mundial de Madri na seqüência, com a suspensão cautelar de sua pena (um ano sem poder competir). A Corte de Arbitragem julgou improcedente a história de que a substância estaria em um complemento alimentar. Mas as duas já podem competir, desde o dia 8, por terem cumprido sua pena, ainda que com várias interrupções.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.