AFP
AFP

Doping faz saltadora russa perder medalha do Mundial de Atletismo

Olga Kucherenko ficará suspensa por dois anos, retroativa a 28 de agosto de 2011, e perderá todos os resultados conquistados no período

Estadao Conteudo

01 Fevereiro 2017 | 15h30

O atletismo da Rússia recebeu mais um golpe nesta quarta-feira. Pouco depois do anúncio da perda da medalha de prata do revezamento 4x400m feminino na Olimpíada de Londres, a Agência Antidoping da Rússia (Rusada) comunicou a retirada da medalha de prata conquistada por Olga Kucherenko no salto em distância no Mundial de Atletismo de 2011, em Daegu, na Coreia do Sul.

De acordo com a agência de notícias estatal russa Tass, a Rusada não explicou como chegou à conclusão de que Kucherenko infringiu as normas antidoping em 2011. Apenas anunciou uma suspensão de dois anos à saltadora, retroativa a 28 de agosto de 2011. Ela perde todos os resultados conquistados no período.

O principal impacto é na prata obtida no Mundial, quando perdeu para Brittney Reese, dos Estados Unidos. Agora, Ineta Radevica, da Letônia, ficará com a prata, enquanto o bronze vai ser herdado por Nastassia Mironchyk-Ivanova, da Bielo-Rússia. Maurren Higa Maggi estava naquela final, mas terminou apenas no 11.º lugar.

O caso é o segundo de uma atleta russa de Sato em distância em poucos dias. Recentemente, o Comitê Olímpico Internacional (COI) retirou a prata obtida por Tatyana Lebedeva nos Jogos de Pequim, em 2008. À época, ela foi superada por Maurren e sugeriu que a brasileira competia dopada.

Mais conteúdo sobre:
Olga Kucherenko Rússia atletismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.