Doping tira ciclistas favoritos ao título do Tour de France

A equipe alemã de ciclismo T-Mobile, que participa da maior competição ciclística do mundo, a Tour de France, anunciou nesta sexta-feira que decidiu suspender os ciclistas Jan Ullrich e Oscar Sevilla, além do gerente da equipe, Rudy Pevenage, por terem seus nomes envolvidos na investigação de doping que está acontecendo na Espanha.O alemão Ullrich, que venceu a prova em 1997, o espanhol Sevilla e o belga Pevenage foram excluídos da competição depois que T-Mobile foi notificada pelos organizadores que os nomes dos três apareceram na investigação sobre casos de doping. "Isso vai alterar nossos objetivos na Tour de France", disse o assessor de imprensa da equipe, Luuc Eisenga. "Agora, vamos trabalhar dia-a-dia. As informações são sérias, o que nos deixou em dúvidas quanto às versões que recebemos de Oscar, Jan e Rudy".Com a aposentadoria do norte-americano Lance Armstrong, Ullrich era considerado um dos favoritos à prova deste ano. Na última segunda-feira, ele e Pevenage negaram com veemência estarem envolvidos naquele que é considerado o maior escândalo de doping no ciclismo desde o caso Festina, em 1998."No início, não tínhamos razões para duvidarmos das alegações dos ciclistas", afirmou o diretor de comunicações esportivas da T-Mobile, Christian Frommert. "Assim, não podíamos tomar uma decisão baseada em rumores e especulações. Mas agora a situação mudou completamente. Com isso, vamos dar nossa contribuição e assumirmos nossa responsabilidade para tornar o ciclismo um esporte limpo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.