Doping tira de mexicano o título dos minimoscas do CMB

O pugilista mexicano Omar Niño teve cassado o seu título de campeão de peso minimosca do Conselho Mundial de Boxe (CMB), nesta sexta-feira, devido ao seu doping na luta contra Brian Viloria, dia 10 de agosto de 2006.Foi confirmado o resultado positivo para metaanfetaminas no exame de Omar Niño. Por isso, o CMB decidiu declarar vago o título que pertencia ao mexicano, segundo um comunicado de imprensa.O CMB considerou que o mexicano "não incorreu voluntariamente", reconheceu sua carreira limpa e também que seu processo foi prejudicado pela divergência do processo no estado de Nevada (EUA) com as normas do Conselho.Niño foi declarado desafiante oficial do pugilista que se tornar o novo campeão. O título será disputado por Viloria e pelo mexicano Edgar Sosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.