Doping tira vaga da equipe francesa de hipismo nos Jogos do Rio

A Federação Equestre Internacional (FEI) informou nesta quinta-feira que a França está fora da competição por equipes na Olimpíada do Rio, no ano que vem. De acordo com os dirigentes da entidade, o país perdeu a vaga que lhe pertencia por ter violado as regras em relação ao doping.

Estadão Conteúdo

23 de abril de 2015 | 10h25

O cavalo do francês Maxime Livio testou positivo para um medicamento sedativo proibido durante a disputa dos Jogos Equestres Mundiais no ano passado, justamente na França. A equipe do país, que incluía Livio, terminou a competição na quarta colocação e, com o resultado, garantiu vaga nos Jogos do Rio.

A medida atua de acordo com as normas da FEI, que normalmente desclassifica os cavaleiros e as equipes mesmo com apenas uma violação às regras de doping. Maxime Livio também perdeu a quinta colocação que conquistou no individual nos Jogos Mundiais.

O Canadá, que havia ficado com a sétima colocação na competição entre equipes, agora garante uma vaga para os Jogos do Rio. A FEI informou ainda que seu tribunal definiu somente as desclassificações e ainda poderá tomar medidas mais duras no futuro.

Tudo o que sabemos sobre:
hipismoFrançaOlimpíadaRio-2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.