Dorival afirma que situação do Atlético ainda é complicada

Ainda em situação de risco no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG quer aproveitar o embalo da vitória por 4 a 1 sobre o Flamengo para conseguir todos os pontos possíveis e tentar garantir sua permanência na Série A.

Marcelo Portela, O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2010 | 00h00

O time alvinegro sabe do risco que corre. "Eu mantenho os pés no chão. O Atlético ainda está em uma situação difícil. Tudo o que nós conseguimos ao longo desse período pode ser jogado fora", afirmou o técnico Dorival Júnior.

O treinador teve uma conversa com os jogadores para que eles não percam o ritmo, apesar de o Atlético-MG enfrentar os reservas do Palmeiras. Para o time, uma derrota pode representar a volta para o grupo da degola. "Aqui não há espaço para relaxamento", ressaltou Dorival.

Apesar de já ter voltado do Catar, onde assistiu à seleção brasileira ser derrotada pela Argentina na quarta-feira, o zagueiro Réver está fora da partida contra o Palmeiras. Ele foi convocado pelo técnico Mano Menezes, mas nem chegou a treinar com o elenco por causa de dores na coxa esquerda. Ao voltar, o departamento médico do Galo confirmou que o zagueiro, atual capitão do time, não terá condições de atuar no jogo de hoje. Em seu lugar entrará Lima, revelado pela equipe mineira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.