Ricardo Duarte / S.C. Internacional
Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Dourado crê na classificação do Inter na Argentina, mas pede foco no Atlético-MG

'Faz tempo que não ganhamos no Brasileiro e a vitória tem que ser no domingo', disse o voltante

Redação, Estadão Conteúdo

03 de dezembro de 2020 | 11h50

O Internacional se complicou na Copa Libertadores ao ser derrotado pelo Boca Juniors por 1 a 0, nesta quarta-feira, em pleno estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pelo jogo de ida das oitavas de final. Após o revés, a equipe gaúcha precisa vencer na próxima semana, na Bombonera, em Buenos Aires, para avançar. O volante Rodrigo Dourado acredita na classificação, mas pensa primeiro no Campeonato Brasileiro.

"Só nós podemos mudar isso. Temos que nos fechar, trabalhar e lutar. Eu acredito muito na classificação lá na Argentina e vamos tentar mobilizar todo mundo para acreditar. Vínhamos fazendo bons jogos em três competições, mas nas últimas partidas falhamos muito e quando isso acontece contra time grande é muito difícil. Temos um jogo importante no domingo e na quarta-feira temos que dar a vida. Faz tempo que não ganhamos no Brasileiro e tem que ser no domingo", revelou.

Em uma briga direta pelas primeiras colocações do Brasileirão, o Internacional enfrentará o Atlético-MG, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela 24.ª rodada. O clube gaúcho não vence pela competição há seis jogos - a última vitória foi contra o Vasco, no dia 18 de outubro, ainda com a equipe comandada pelo argentino Eduardo Coudet.

Dourado admitiu que o grupo sentiu a derrota contra os argentinos, ainda mais pela sequência de resultados ruins e a recente desclassificação na Copa do Brasil. Contudo, o volante identificou uma ligeira melhora contra o Boca. "A gente está muito triste pelo resultado, pois não diz o que foi o jogo. Esperávamos uma partida bastante difícil, mas criamos bastante chances e tivemos alguns momentos bons. Falhamos coletivamente e sofremos o gol. Depois ficou difícil. Precisamos voltar a ganhar urgentemente", declarou.

A mesma opinião é compartilhada pelo auxiliar Leomir de Souza, que comando o elenco colorado enquanto o técnico Abel Braga se recupera da covid-19. "Realmente os resultados não são bons e temos consciência disso. Foi um jogo muito difícil contra um adversário muito qualificado. Desde que chegamos ao Inter, acho que foi o melhor jogo que apresentamos. Mas não conseguimos a vitória. Tivemos oportunidade", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.