Dracena diz que nunca brigou com o atacante

Edu Dracena negou ontem ter brigado com Neymar durante a crise da semana passada e que o Santos estaria dividido entre veteranos e jovens. O zagueiro até lembrou que, após marcar o segundo gol contra o Cruzeiro, correu para abraçar o atacante e que no gol de Neymar, o quarto do time no jogo, não participou da comemoração porque estava do outro lado do campo. "Quero esclarecer que eu Neymar não brigamos. Não tem nada disso. Nosso grupo é muito unido e não está rachado", garantiu o zagueiro.

, O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2010 | 00h00

O xerife admite que cobra dos companheiros e falou sobre a polêmica. "O individualismo sempre vai aparecer, mas tem que saber a hora de usar. O grupo me ouviu quando disse isso. Depois da declaração que dei, sentamos e conversamos e foi acertado o que estava errado", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.