Cinara Piccolo/Photo&Grafia
Cinara Piccolo/Photo&Grafia

Duda Amorim é eleita a melhor jogadora de handebol da Europa em 2019

Brasileira de 33 anos é um dos principais nomes do esporte em todo o mundo

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2020 | 17h23

A brasileira Duda Amorim, de 33 anos, foi eleita a melhor jogadora do continente europeu em eleição feita pela Federação Europeia de Handebol (EHF). Em 2019, foi a artilheira da decisão da Liga dos Campeões, competição de clubes mais importante do mundo, com sete gols na vitória do seu time, o Gyori, da Hungria, sobre o Rostov-Don, da Rússia.

Há uma década no Gyori, Duda é apontada como uma das maiores atletas da história do time. Ela soma outros títulos individuais como: MVP do Campeonato Mundial de Handebol (2013), Melhor jogadora do mundo (2014) e Melhor defensora do mundo (2017).

Além da conquista da Liga dos Campeões, Duda ainda foi destaque da equipe do Gyori nas campanhas vitoriosas da Liga Húngara e da Copa da Hungria.

Pela seleção brasileira, Duda Amorim foi campeã dos Jogos Pan-Americanos, o que garantiu a vaga na Olimpíada de Tóquio. No Mundial, em dezembro, a seleção caiu na primeira fase e ficou apenas em 17.º lugar.

Duda defende a seleção desde 2006. No ano seguinte, ganhou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, no Rio. E repetiu a dose em Guadalajara, no México, em 2011.

Nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, a armadora esquerda ajudou o Brasil a obter a nona colocação. Em 2013 veio a consagração, com o título mundial e o prêmio de melhor jogadora da competição.

Em uma campanha perfeita de nove vitórias, com nove jogos, que culminou com um triunfo espetacular sobre a Sérvia, em Belgrado, por 22 a 20, diante de 20 mil torcedores.

Tudo o que sabemos sobre:
handebolDuda Amorim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.