Cinara Piccolo/Photo&Grafia
Cinara Piccolo/Photo&Grafia

Duda Amorim é indicada a melhor atleta de handebol do mundo

Brasileira foi peça importante na conquista do título mundial da seleção em 2013 e é bicampeã da Liga dos Campeões da Europa

Estadão Conteúdo

13 de fevereiro de 2015 | 18h17

O handebol brasileiro segue colhendo os frutos de um bom trabalho realizado nos últimos anos. Depois da eleição da ponta direita Alexandra Nascimento como a melhor atleta do mundo em 2012, desta vez a armadora esquerda Eduarda Amorim, a Duda, foi indicada ao prêmio promovido pela Federação Internacional de Handebol (IHF), que escolherá a melhor de 2014.

A jogadora foi uma peça importante na conquista do título de campeão mundial em 2013 na Sérvia, quando foi escolhida a melhor da competição, e é bicampeã da Liga dos Campeões da Europa com o clube húngaro Györ Audi ETO.

Duda Amorim concorre com outras quatro atletas escolhidas através de uma votação de um júri especializado e agora a escolha está a cargo do público e da mídia - a votação vai até a próxima sexta-feira. A brasileira concorre com a romena Cristina Neagu, a sueca Isabelle Gulldén, a espanhola Marta Mangué e a norueguesa Heidi Loke. No masculino estão os franceses Nikola Karabatic e Thierry Omeyer, o espanhol Joan Cañellas, o dinamarquês Mikkel Hansen e o croata Domagoj Duvnjak.

A jogadora, que está no Brasil em tratamento da lesão que sofreu no joelho durante um torneio disputado pela seleção na Espanha em novembro passado, afirma que é mais um sonho realizado. "Estou muito feliz. É mais um desejo que se concretiza na minha vida. Além disso, me dá ainda mais ânimo de seguir trabalhando e vontade de voltar para as quadras. Desde que fui jogar na Europa tenho esse sonho", comentou a atleta.

Duda sabe que tem adversárias de peso concorrendo ao prêmio, como a pivô norueguesa Heidi Loke, que atua no mesmo clube da brasileira e faturou a premiação em 2011. Mas acredita que pode contar com a ajuda dos fãs do Brasil para conseguir um bom número de votos. "Agora vamos fazer uma campanha com a família, os amigos e o público para ver se conseguimos chegar mais perto do primeiro lugar", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
handebolBrasilDuda Amorim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.