Dylan Martinez/Reuters
Dylan Martinez/Reuters

Duda recebe ouro no Mundial Indoor de Atletismo e se emociona ao citar pai

Bicampeão mundial no salto em distância, brasileiro vai ao Chile competir nos Jogos Sul-Americanos

AE, Agência Estado

09 de março de 2014 | 13h40

SOPOT - Um dia após conquistar o bicampeonato do salto em distância no Mundial Indoor de Atletismo, que está sendo realizado em Sopot, na Polônia, o brasileiro Mauro Vinicius da Silva voltou a se emocionar. Neste domingo, ele ouviu o Hino Nacional Brasileiro, recebeu a medalha de ouro e se lembrou do seu pai, que morreu em 2005.

"É inevitável me emocionar com o Hino Nacional. Pensei na família, nos meus amigos. na minha namorada... Pensei muito no meu pai. Ele me levou para o esporte, mas infelizmente não pôde me acompanhar porque faleceu em 2005", disse Duda, que se emocionou durante a execução do Hino Nacional, em entrevista ao SporTV. "Vou guardar para sempre esses momentos na minha memória", completou.

A conquista de sábado garantiu a Duda a condição de primeiro brasileiro a ser bicampeão de um Mundial Indoor. A defesa do seu título de 2012, conquistado em Istambul, se deu de forma emocionante, pois só foi garantida no último salto, quando atingiu a marca de 8,28 metros. Antes, ele não estava ficando nem entre os três primeiros colocados. Assim, Duda superou o chinês Jinzhe Li, que ficou em segundo lugar, e o sueco Michel Tornéus, o terceiro colocado, que também receberam neste domingo as suas medalhas, de prata e de bronze, respectivamente.

Apesar da conquista, o brasileiro terá pouco tempo de descanso nos próximos dias. Duda chega ao Brasil na próxima terça-feira e menos de 24 horas depois já embarca para o Chile, onde será um dos representantes brasileiros nos Jogos Sul-Americanos de Santiago. "Acabaram as competições indoor e agora começam os torneios ao ar livre. Vou tentar ir bem em Santiago e depois recomeçar os treinos para os demais campeonatos da temporada", afirmou.

Duda chegará ao Brasil ao lado do técnico Aristides Junqueira, o Tide. O treinador revelou quais devem ser as próximas metas do saltador. "Ele é um atleta para dois ciclos olímpicos, pois é disciplinado, se cuida muito bem, mantém uma humildade real", disse. "O objetivo é fazer com que ele chegue bem ao Mundial (ao ar livre de Pequim) no ano que vem e aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016", completou.

Tide acredita que a preparação no Centro de Treinamento de Jamor, em Portugal, foi fundamental para Duda conquistar a medalha de ouro no último sábado. "Quando você está num camping, todo seu foco vai para o que realmente interessa, neste caso era o Mundial Indoor", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.