Marko Djurica/Reuters
Marko Djurica/Reuters

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Dueñas chama 17 para último teste do Brasil antes do Mundial de Handebol feminino

Competição será na Alemanha entre os dias 1.º e 17 de dezembro

Estadão Conteúdo

09 Novembro 2017 | 19h14

A menos de um mês do início do Mundial, que será disputado na Alemanha, o técnico da seleção brasileira feminina de handebol, o espanhol Jorge Dueñas, anunciou nesta quinta-feira a convocação de 17 jogadores para o último torneio de preparação. A partir do próximo dia 20, o Brasil estará na Romênia e enfrentará as donas da casa, a Polônia e a Macedônia.

+ Seleção masculina bate Argentina e ganha torneio

A equipe campeã mundial em 2013 está com um grupo bem diferente, mesclado entre atletas que vem integrando o elenco nos últimos anos e outras com grande potencial para o restante do ciclo olímpico até os Jogos de Tóquio-2020.

O treinador do Brasil pretende levar a análise do grupo até os momentos finais para definir as 16 que seguem para o Mundial da Alemanha, de 1.º a 17 de dezembro. "A ideia é ter as 17 jogadoras nesse torneio e definir o grupo para o Mundial. Será uma importante preparação na Romênia com jogos com esses três países", resumiu Jorge Dueñas.

O espanhol explicou sobre a escolha de algumas atletas chamadas que não estiveram na primeira convocação feita por ele para um torneio na França em setembro. "A Patrícia Matieli está jogando muito bem com sua equipe na Champions League. Karoline Souza está recuperada de sua lesão e pode jogar bem no ataque e defesa. A Jéssica Quintino também está recuperada de sua lesão e cada dia melhor. Estas são as três jogadoras que não estiveram na fase de preparação na França. Acredito que com essas atletas temos um grupo equilibrado que nos permite realizar muitas mudanças de ataque e defesa. A ideia é que com a troca das jogadoras tenhamos um bom nível e nosso rendimento não caia".

Confira a lista das convocadas do Brasil:

Goleiras - Bárbara Arenhart (Club Vaci NKSE-Hungria), Gabriela Moreschi (Larvik Handball Klubb-Noruega) e Mayssa Pessoa (Club Rostov Don-Rússia)

Armadoras - Deonise Fachinello (CS Magura Cisnadie-Romênia), Eduarda Amorim (Gyori Audi ETO-Hungria), Karoline Souza (Club Vaci NKSE-Hungria) e Pagricia Batista da Silva (Thuringer-Alemanha)

Centrais - Ana Paula Rodrigues Belo (Club Rostov Don-Rússia), Danielle Jóia (Pinheiros-SP) e Patrícia Matieli Machado Machado (Vistal Gdynia-Polônia)

Pontas - Dayane Pires da Rocha (São Bernardo/Unip-SP), Jessica Quintino (HC Odense-Polônia), Mariana Costa (CS Magura Cisnadie-Romênia) e Samira Rocha (Kisvarda Master Good-Hungria)

Pivôs - Lígia Costa (Pogon Szczecin-Polônia), Tamires Anselmo Costa (Pinheiros-SP) e Tamires Morena-(Larvik Handball Klubb-Noruega)

Mais conteúdo sobre:
Handebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.