Dunga convoca de olho no Mundial

Lista da Copa das Confederações sai hoje e aponta para 2010

Sílvio Barsetti, O Estadao de S.Paulo

21 de maio de 2009 | 00h00

O torcedor brasileiro conhecerá hoje mais do que a base da seleção que o técnico Dunga pretende levar para o Mundial da África do Sul, em 2010. Ele anunciará no Rio os 23 convocados para a disputa da Copa das Confederações (de 14 a 28 de junho) e dois jogos pelas Eliminatórias Sul-Americanas, contra Uruguai e Paraguai, também no mês que vem. Pelo menos 80% dos que vão compor a lista são nomes certos para a campanha do hexacampeonato, desde que a seleção brasileira confirme sua classificação.Dunga teve nos últimos dias um quebra-cabeça à parte para definir o grupo. Uma bolsa de apostas fictícia indicaria Nilmar como grande favorito para a quarta vaga de atacante. Robinho, Luís Fabiano e Alexandre Pato vão estar na relação. Grafite, do Wolfsburg, corre por fora como segunda opção. Já Ronaldo nem constaria de um eventual pregão - sua presença está totalmente descartada.Da última vez que a seleção se reuniu, em março, Dunga completou o ataque com Adriano. Mas o ex-atacante da Internazionale de Milão não vai ser chamado hoje. Desde que convocou entrevista, no início de abril, para dizer que estava deixando o futebol por tempo indeterminado - voltou a se animar rapidamente, tão logo a Inter o liberou sem nenhum encargo -, o atacante do Flamengo passou a ser carta fora do baralho na seleção. Fred, do Fluminense, também anda com pouco crédito e vai ter que esperar por outras convocações.O treinador não poderá contar com o goleiro Doni, que sofreu cirurgia no joelho e não atuará, no mínimo, até julho. O reserva imediato de Julio Cesar, porém, tem muito prestígio na comissão técnica e, salvo motivo grave, já pode preparar o passaporte para 2010. Dunga tem uma lista razoável de possíveis suplentes para a posição - Renan (Valencia), Fábio (Cruzeiro), Diego Alves (Almeria), Victor (Grêmio), Felipe (Corinthians) e Helton (Porto) são avaliados sistematicamente pelo treinador de goleiros da seleção, Wendell Ramalho. Bruno, do Flamengo, não seria nenhuma grande surpresa, mas tem contra si o temperamento inconstante, até agressivo.Apesar de não apresentar um futebol de qualidade há alguns anos, Ronaldinho Gaúcho terá nova oportunidade. Dunga acredita na recuperação do meia e sempre argumenta que a seleção motiva o atleta do Milan.Na lateral-direita, Maicon, o preferido do técnico na posição, voltou a treinar com bola ontem na Inter, depois de quase dois meses afastado em razão de uma lesão na coxa direita, e pode ser convocado. Ele e Daniel Alves dificilmente deixarão de ir ao Mundial.Dunga pode até levar em consideração, para fechar a lista, a situação dos clubes que estão na reta final da Copa do Brasil e da Libertadores e que, por isso, gostariam de ver suas equipes com força máxima. Mas não se manifestou sobre o tema.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.