Mohd Rasfan/AFP
Mohd Rasfan/AFP

Dupla brasileira fecha primeiro dia do bobsled em 27º lugar nos Jogos de Inverno

Edson Bindilatti e Edson Martins representam o país na modalidade pela primeira vez na história

Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2018 | 12h02

A dupla brasileira formada por Edson Bindilatti e Edson Martins terminou em 27º lugar no somatório das duas descidas que fez neste domingo, no bobsled 2-man, nos Jogos de Pyeongchang. Foi a primeira vez que o País contou com representantes nessa modalidade olímpica.

+ Brasileiro erra o trajeto e é eliminado no esqui alpino nos Jogos de Inverno

+ Mais notícias dos Jogos de Inverno Pyeongchang-2018

Os vencedores do dia foram os alemães Nico Walther e Christian Poser, que chegaram a capotar o trenó ao cruzar a linha de chegada. O incidente, no entanto, não interferiu no tempo da dupla, que terminou o percurso da primeira descida em 49s27. No acumulado das duas descidas, eles somam 1m38s39.

O segundo lugar ficou com os canadenses Justin Kripps e Alexander Kopacz e em terceiro terminou a dupla alemã Johannes Lochner e Christopher Weber. Neste primeiro dia de disputa, cada uma das 30 equipes fez duas descidas na pista do Olympic Sliding Centre, em PyeongChang.

Nesta segunda-feira, a partir das 8h10 (horário de Brasília), as duplas participam da terceira descida. Apenas os 20 melhores na somatória dos tempos participam da quarta e última descida, que definirá o pódio.

O Brasil, se quiser avançar, precisa tirar seis décimos de diferença em relação à dupla russa, que ocupa atualmente a 20ª colocação. Bindilatti não demonstrou muita confiança na classificação.

Sua preocupação maior está em se preparar para o bobsled 4-man, que, além da dupla do 2-man, contará com Odirlei Pessoni e Rafael Souza. As provas de quarteto acontecem nos dois últimos dias dos Jogos Olímpicos, no próximo final de semana.

"Foi uma boa preparação para o nosso 4-man, que é mais forte. A gente tem um trenó bem competitivo. Mas a gente quer ganhar mais posições no 2-man para chegar com mais moral para o 4-man e fazer um grande resultado nos Jogos. Umas três ou quatro posições dá para pegar (no 2-man)" disse em entrevista à TV Globo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.