Luis Tejido/EFE
Luis Tejido/EFE

Dupla festeja primeiro pódio da vela feminina brasileira em Mundiais

Velejadoras destacam dificuldades da conquista em Santander, na Espanha, que teve um regime de ventos anormal para a competição

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

22 Setembro 2014 | 19h25

As velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze, que no domingo conquistaram o Mundial de Vela na categoria 49erFX, em Santander, na Espanha, desembarcaram no fim da tarde desta segunda-feira no aeroporto do Galeão, no Rio. A dupla não conseguia esconder a felicidade pela conquista da primeira medalha de ouro da vela feminina brasileira em mundiais - mas Martine não pôde exibir a sua no desembarque, já que a mala acabou extraviada.

Ainda assim, as duas eram só sorrisos. Isso porque o ouro veio na última regata. "A gente sabia que era possível. Não tínhamos nada a perder, estávamos praticamente empatadas e quem ganhasse (a medal race), levava o título. Fomos com a cabeça bem tranquila e satisfeitas com o segundo lugar. O primeiro, se viesse, seria lucro. Deu tudo certo e no final a gente conseguiu", vibrou Martine.

Kahena lembrou que a conquista na baía de Santander foi complicada. O Mundial durou duas semanas e foi marcado pela variação dos ventos. "Foi um campeonato bem difícil, com condições de vento bem raras. Foram vários dias esperando o vento entrar, e outros que ventou bastante e a gente passou até sufoco. Mas deu tudo certo, e no geral a gente fez um ótimo campeonato", recordou.

A dupla, que entra em férias nos próximos dias após uma temporada recheada de conquistas - foram seis títulos em 2014 - já está de olho nos Jogos Olímpicos. Martine e Kahena sabem que a pressão para os Jogos do Rio, em 2016, aumenta, mas consideram isso normal. "A gente tem que trabalhar, todo mundo vai querer medalha. Temos que trabalhar no longo prazo", pontuou Kahena.

Mais conteúdo sobre:
vela Martine Grael Kahena Kunze

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.